Este artigo de Krugman, que esteve em Lisboa, conclui vários anos de crítica sustentada. Os que não lhe deram ouvidos na altura própria não darão agora. É triste viver entre brutos.

7 pensamentos sobre “

  1. “The case for more public spending, especially in Germany — but also in France, which is in much better fiscal shape than its own leaders seem to realize — is overwhelming. ”

    Frase duplamente deliciosa. 1) Devido às diferenças entre o euro e o dólar até os brutos que acham que estamos a gastar de mais concordam que a Alemanha deveria ser obrigada a fazê-lo. 2) Os sofisticados socialistas franceses inimigos da austeridade aplicam-na sem necessidade!

    Gostar

  2. Caríssimo Luís, a propósito de Paul Robin Krugman, recordo com prazer a intervenção do Pai-Fundador do partido “Alternative für Deutschland” em colóquio patrocinado nos idos de 2011 pela Faculdade de Direito de Lisboa em que o dito interveniente “powerpointer” (professor de ciência macroeconómica na Universidade de Hamburgo) sustentava a necessidade da saída dos GIPSI do euro: no período de perguntas e respostas feitas em língua inglesa (o genuíno latim/esperanto contemporâneo), atirei-lhe com a séria possibilidade da República Portuguesa adoptar o dólar norte-americano, a par do euro, como moeda co-oficial… o homem declarou enfática e freneticamente que não, nunca, jamais tal seria admissível, perante o esgar de gozo que, na primeira fila do auditório, ostentavam os professores José da Silva Lopes e João Ferreira do Amaral.
    Fiquei plenamente esclarecido e até hoje considero que essa seria mesmo a verdadeira medida estrutural de reforma monetária de que o nosso país carece para pontapear valentemente quem julga que manda sem lei nem roque nesta pobre Europa desvalida.

    Gostar

        1. Se quer verdadeiramente assustar um “monetarista” proponha o regresso ao “padrão ouro”, isso sim seria radical. E que tal muitos banquinhos pequeninos a emprestarem o capital dos acionistas, com depositos obrigatoriamente orotegidos no banco central, o fim da chantagem do TBTF?

          Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s