A dúvida.

O proprietário do Palácio do Kebab, que espostejou alguns jovens com uma faca de cozinha, vai deitar fora a faca? Ou passando-a por água, com detergente de loiça do Minipreço, fica pronta para o serviço?

3 pensamentos sobre “A dúvida.

  1. Caríssimo Luís, o pobre emigrante trabalhador oriundo do Curdistão (um dos vários que existem lá pelo Próximo Oriente) que labuta diariamente para ganhar a vida no seu modesto estabelecimento comercial, tem os seus impostos em dia e sonha com a reunificação familiar, não tem de aturar pelas desoras da matina um grupo de desvairados em regime de ressaca que lhe assaltam a loja; efectivamente, é no espostejar que está o ganho mediático, tudo por falta da AK-47 trazida da terrinha ou, o que vai dar no mesmo, sem o Serviço Militar Obrigatório (cuja abolição bem sucedida foi a única causa fracturante patrocinada com sucesso por Passos-o-Parvo enquanto presidiu à JSD) que poderia instilar um módico sentido das proporções à rebeldia adolescente tão típica dos guetos suburbícolas…

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s