Ainda o patrãozinho.

O Dr. Soares dos Santos tem todo o direito a ter as suas opiniões. Por muito que eu discorde delas. Não tem é o direito de insultar arrogantemente a inteligência de milhões de portugueses que trabalham e fazem os devidos descontos sobre salários, em grande medida parcos. Isso quando ele tem sido um dos grandes beneficiados pelo esquema que é um dos maiores motores das desigualdades em Portugal.

Aqui. E por falar nisso, uma dúvida me assalta: se Soares dos Santos não estivesse tão intimamente ligado à Fundação que publica obras de todos os intelectuais de centro e de direita deste país, teríamos jornalistas menos prestimosos e veneradores?

Querem ver que o “plano” da Alexandra Lucas Coelho já está encaminhado?

8 pensamentos sobre “Ainda o patrãozinho.

  1. Caríssimo Luís, ainda bem que todos os empresários se acham no insigne dever de ensinar o nosso Tó Tosta a governar o país. Contudo, estranho que nunca o tivessem feito com o duo dinâmico Passos-Portas. Compreende-se: esses não precisavam de receber ordens em público porque as cumpriam sempre em privado, “indo mais além da Troïka” como convém.
    Para mais esclarecimentos (inclusive para a Xaninha Lucas Coelho), é de ler o muito recente livro «Os predadores», de Vítor Matos…

    Gostar

  2. Tal como no caso do Efisa http://www.jornaldenegocios.pt/empresas/banca___financas/detalhe/estado_injectou_90_milhoes_no_efisa.html e http://www.cmjornal.xl.pt/exclusivos/detalhe/estado_da_90_milhoes_ao_banco_de_relvas.html tem de se saber separar o trigo do joio http://mariateixeiraalves.blogs.sapo.pt/o-que-e-preciso-ver-na-venda-do-efisa-1125768 .

    Claramente o Merceeiro-Mor é trigo, num país governado pelo joio…

    Sobre os jornalistas basta ver o pudor com que tratam Paulo Portas para percebermos o que a casa mediática gasta.

    Gostar

      1. Caríssimo Luís, desta loura plumitiva (que também se fez ao escândalo BES-GES em livro e, em tempo, tanto elogiou os “pequenos génios discretos” da recapitalização do BANIF com o dinheiro alheio, talvez para facturar antecipadamente o seu subsídio de desemprego pela próxima falência do “Diário Económico”/ETV) só se espera que omita a ‘nega’ de Francisco Nogueira Leite (presidente das “Par-BPN” e amigo de Passos Kandimba e de Cassola M. Relvas) à recompra do Banco Efisa por Omar Karim Vakil e sua família…

        Gostar

  3. É entregar isto ao Grémio dos Lojistas e finalmente concretizar a República do Platão, governada por cidadãos racionais que saibam fazer contas, sem as paixões nefastas da politica, essa coisa dos esquerdistas. Olhem o Manelinho, que enquanto a Mafalda se descabela toda, esganiçada, gere a sua mercearia de ideias e ainda ontem avisou no Público, a sua banca no mercado, que falimos, fa-li-mos, f-a-l-i-m-o-s! É esperto, o Manelinho. A própria esquerda reconhece que o Manelinho é o mais inteligente da sua grande família. De qualquer maneira, para aqueles lados There is No Alternative para o Manelinho. TINA!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s