A campanha.

  1. A estratégia de Marcelo foi confirmada pelo grande debate na RTP. Apesar de favorito permaneceu intocado, enquanto os outros candidatos se espostejavam. As fraquezas de execução (pentear uma cabeleireira não será muito diferente de mergulhar no Tejo) seriam trágicas se não fosse uma campanha curta.
  2. Maria de Belém teve a virtude de sublinhar o que suspeitávamos desde a bufaria eleitoral de Costa: o aparelho do PS está moribundo.
  3. Repito o que escrevi há dias: se a candidata do Bloco ultrapassar muito o resultado do candidato da CDU poderemos ter problemas no acordo partidário de Governo.
  4. Sampaio da Nóvoa é tão imprevisível como Marcelo e talvez se revele mais interventor.
  5. O tema da corrupção não vale tanto como frequentemente se julga.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s