Modiano.

modiano
Desde a revelação de Philip Roth e Denis Johnson que não lia de rajada tantas obras de um escritor.

O que Patrick Modiano faz com a memória vicia-me, não por ser memória, mas por ser uma relação sui generis com a perda. Vejamos: quem escreve sabe como é difícil escapar às convenções, em particular às convenções de escrever sobre o tempo e passado. Entre o memorialismo, a elegia (como no “Brideshead” de Waugh) ou a mimesis proustiana, vários caminhos foram trilhados, facilitando ou dificultando a vida do escritor. Só que o assunto é nuancé. Enquanto o memorialismo assume a natureza de um testemunho semi-histórico, que nos revela o quotidiano na corte de Louis XV, por exemplo, e a elegia procura algum conforto ao reviver os anos dourados de um privilegiado qualquer, a narrativa proustiana faz a síntese entre ambos, acrescentando-lhe uma capacidade analítica de observação distanciada que não rejeita a estética nem a História, mas as varre de maneira sistemática em busca de insight. Isto é a minha perspectiva da coisa.

Modiano é diferente, por duas razões principais. Em primeiro lugar, porque as suas personagens se ausentam. Nunca sabemos quem é Dora Bruder. Nunca chegamos a saber o que aconteceu com o fotógrafo de Chien de Printemps. E a memória dessas pessoas, eis a segunda diferença, apenas permanece na geografia parisiense. Os livros de Modiano procuram criaturas anónimas a quem ocorreu algo que não está ao nosso alcance compreender, mas que deixa detritos nas ruas da capital francesa.

O humanismo disto, a moral da história que tanto atrai as academias deste mundo, reside em provar que todas as vidas merecem um testemunho. Mas para o leitor sobra uma impressão diferente: a de que aquelas pessoas são como eu, e que um dia também eu serei uma letra traçada numa mesa de pé-de-galo de uma cidade qualquer, e que serei esquecido embora não o mereça, como foram os meus mortos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s