Jornalismo de causas.

O golpista António Costa tem de ir a julgamento em Maio. Cavaco Silva não pode ser cúmplice de uma fraude (…). Se o governo da coligação for chumbado pelos golpistas de esquerda (…). Os golpistas de esquerda andam todos contentes (…) na esperança de formarem um governo que seria a maior fraude, o maior golpe, a maior mentira (…) revelam bem o que pensam da democracia (…) neste sítio cada vez mais mal frequentado. O chefe da trupe, o inenarrável António Costa, não olha a meios (…). A fantochada em curso, com Jerónimo Sousa e Catarina Martins a desempenharam na perfeição o papel de coveiros (…) Mentira, mais uma a juntar a todas as outras mentiras e ilusões que estes vendedores de banha da cobra andam a espalhar por este pobre sítio cada vez mais mal frequentado. (…) Os golpistas Costa, Jerónimo e Catarina devem, (…) ser julgados pelo povo. Julgados pelo golpe, pela fraude, pela mentira e pelo maior atentado alguma vez cometido contra a democracia portuguesa. É verdade que o golpista Costa, (…) pode ser imediatamente corrido a pontapé da liderança do PS.

A traquibérnia da direita, num jornal perto de si.

4 pensamentos sobre “Jornalismo de causas.

  1. Caríssimo Luís, é uma pena que este rapaz com o meu apelido (pai de adjunta governamental do CDS/PP) se tenha lembrado de copiar o inigualável «Luta Popular» neste momento de convulsão interna do PCTP/MRPP; e, para mais, tenha escolhido fazê-lo em jornal angolano de circulação exclusivamente lusitana (avença mensal oblige).
    Na condição de licenciado em Direito e associado n.º 17.209 da agremiação fundada em 1974 por Sá Carneiro e Magalhães Mota (R.I.P.), constato a dificuldade que muitos “adesivos passeiros” têm com o cálculo aritmético (sempre são 230 deputados…) e com a democracia parlamentar que, até ver, ainda vigora cá no Rectângulo: se se sentem assim tão mal com o António Costa em São Bento, tomem um valente cocktail de “Alka-Seltzer”, “Rennie” e “Aspirina C”, e p.f. não se esqueçam de chamar em vosso auxílio o Alberto João Jardim.

    Gostar

  2. Eis no que se transformou um ex-esquerdista do MES, que nos idos de 75 andou a negociar com o Copcon uma transferência de armas para o seu partido! Como é que o Saramago dizia? «… Diante do espelho da sua vida, cospem todos os dias na cara do que foram o escarro do que são». Aplica-se.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s