Tempo de comédia.

Desde as imagens do “Zezinho”, o feto que as Isildas mostraram ao povo para combater a despenalização do aborto, que não me divertia tanto. Fui hoje ao Observador de propósito e não me arrependo: eis a cartinha que José Manuel Fernandes escreve ao cadáver do menino fotografado na praia.

6 pensamentos sobre “Tempo de comédia.

  1. Nem sequer percebi bem o que queria dizer o JMF ao menino, de tão desconexo e dúbio que o texto é, nem falando já da pobreza literária. Pelo meio, noto um muito subtil aviso aos meninos do lado errado de que, se quiserem para aqui vir, têm de se portar bem. O tal “difícil equilíbrio entre o dever moral de acolher os teus e a necessidade política de permitir que, no processo das inevitáveis mudanças por que as nossas sociedades vão passar, estas sejam capazes de preservar o que fizeram a sua excepcionalidade. O que fizeram delas, apesar de todas as nossas lamúrias, o lugar certo do mundo para nascer”, fim de citação de tão douto e paternal trecho. Naturalmente, terão de conviver, de boca fechada e agradecidos, com os cruzados cristãos, atentos e fiéis leitores do bom do José, que na caixa de comentários os insultam e que devem também achar que contribuem para a excepcionalidade deste lugar. Estão todos a precisar que alguém os sente em roda para uma lição básica de História.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s