Dupont.

“Serei sempre mais moderado do que Pacheco Pereira”. Pois és. Estamos conversados quanto à vaga de fundo que aguarda o PS.

13 pensamentos sobre “Dupont.

  1. ““uma identidade de pontos de vista muito significativa”, ou uma pequena amostra da frescura dialética que António Costa traz ao sub-sariano panorama do discurso político lusitano. Pout-pourri de inconseguimentos à vista.

    Gostar

  2. As meias-tintas têm levado ao desaparecimento (ou, pelo menos, notório encolhimento dos Partidos Socialistas europeus). É verdade que o Júlio Dantas tem aquela tirada célebre – “Em que pensa, cardeal? Em como é diferente o amor em Portugal.” – mas isso foi antes da globalização. De qualquer forma, frase de efeito eleitoralista ou não, diz realmente muito do PS do António Costa. E do próprio. Pim!🙂

    Gostar

  3. Na verdade, poderia muito bem ter dito “Serei sempre mais moderado do que Manuela Ferreira Leite”. Até (?) ela tem feito reparos e críticas ao governo bem mais certeiras do que ele.
    Vai longe, vai.

    Gostar

  4. Não vou discorrer sobre a labreguice que a frase destila. Não a admitiria numa composição escrita por um menino da 2ª classe. Mas convinha que, referindo-se a MFL e Pacheco no mesmo parágrafo, o ex-super edil explicasse preto no branco onde começa a sua moderação. E em relação a quê, já agora…

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s