Rentrée.

  1. Paulo e Pedro regressam de mãos dadas. Vai longe a repugnância entre o pequeno Churchill e o enjeitado de Massamá.
  2. Costa aparece na televisão. Calmo, bem disposto, perfumado, com ar de quem não se maça excessivamente para acudir aos Lellos. Bem podem procurar outro líder.
  3. Maria de Belém quer ser Presidenta. Alguém quer alguma coisa no PS. Não sendo uma Manuela Eanes, uma Leonor Beleza, nem sequer, vejamos, uma Ana Gomes, fará a campanha que os portugueses não querem, falando para o aparelho. Junte-se a isto a parlapatice do Nódoa e vem aí outro Cavaco — embora com mais chá.
  4. A Paf tresanda a poder.

13 pensamentos sobre “Rentrée.

  1. Acho que tínhamos trocado impressões sobre o ponto 2 aqui há uns tempos. Quem via e ouvia António Costa antes de remover Seguro, ou esteve atento ao que fazia na Câmara de Lisboa, não alimentou ilusões sobre a sua capacidade mobilizadora para as legislativas. A sua parcimónia tresanda a arrogância, as ocasionais intervenções destilam banha da cobra, ou saldam-se por total falta de compromisso. Neste momento, existe um grau de empatia muito baixinho com o eleitorado, que olha para ele e para o PS como um saco de chupistas tranquilamente sentados, esperando a sua vez na dança do poleiro. O episódio dos cartazes foi de um ridículo doloroso. Curiosamente, o que seria uma natural e fácil oscilação de poder para o lado do PS ameaça tornar-se uma retumbante vitoria para a direita, que pode açambarcar São Bento e Belém. Ou muito me engano, ou António Costa vai tarde para capitalizar uma estratégia de confronto com Passos e Portas.

    Gostar

      1. exactamente. E disfarça mal, se é que tenta de todo. Para o país é dramático, mas também para o PS, que tem um ex-primeiro ministro na prisa e um secretário geral que “não lhe apetece muito”….

        Gostar

  2. Ter de levar PAF por mais quatro anos por falta de comparência do PS é triste, para não escrever palavrões.

    Mais 4 anos à solta e o Tea Party português (secção Maçães, Miguel Morgado) fará a revolução privatizadora que falta dos correios http://blogues.publico.pt/tudomenoseconomia/2015/08/17/uma-nota-sobre-a-privatizacao-dos-ctt/ , saúde (em processo de OPA pelas Misericórdias), educação (com um privatizador mais competente do que Crato), polícias http://www.cmjornal.xl.pt/nacional/politica/detalhe/seguranca-privada-vigia-quarteis-das-forcas-armadas.html e o mais que dê “retorno garantido”…

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s