Uma seca, meninos.

Produzir opinião parece fácil, por isso é tão difícil. O problema é que a acumulação do mesmo tipo de olhar sobre os fenómenos cansa. Vejam a blogosfera portuguesa. Há quem tenha passado dez anos a denunciar double standards, fazendo disso uma carreira, como a Helena Matos. (No caso os double standards da esquerda, se fossem os da direita não chegaria longe por falta de plateia). Ora, apesar da protecção dos rapazes da fundação do Pingo Doce e de toda a casta de directores e ex-directores de jornal que a tansportam ao colo, a Helena Matos ainda não é uma figura pública. Este contraste entre um acesso quase ilimitado aos media e a indiferença do público talvez se explique, em parte, por cansaço retórico.

Há alturas em que a menção dos double standards é útil: por exemplo, quando a União Europeia lamenta as mortes no Mediterrâneo para logo a seguir admitir o fecho de fronteiras em França. Mas isto são casos radicais. No dia-a-dia, as pessoas agem de acordo com os seus interesses e pensam nos princípios quando aqueles não estão em causa. Faz parte da vida. Os tipos que magicam nestas coisas e daí retiram assunto para lençóis diários têm falta de imaginação.

Produzir opinião parece fácil, mas não é: a indignação e a preguiça caminham de mãos dadas na cabeça dos intérpretes, fazendo com que na maior parte das vezes estes acabem a declamar relambórios sobre a maldade do mundo e a estupidez universal. O que dá para suportar meia-dúzia de neuróticos com necessidades especiais, entre diálogos edificantes e pouco mais.

2 pensamentos sobre “Uma seca, meninos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s