País real.

Há certas e determinadas pessoas que só estão no mundo do futebol para lançar insultos soezes a misters honrados e à equipa de arbitragem. Há dirigentes de clubes de futebol que me dispenso de nomear para não conspurcar este templo do associativismo que falam falam falam e não os vejo a ganhar jogos nem campeonatos. Sei de fonte segura que o treinador de uma equipa da primeira liga se recusou a cumprimentar em campo o seu homólogo da equipa adversária. Um jogador internacional tem todo o direito de festejar o seu aniversário mesmo que perca um jogo, caralho. 

O Pedro Sales escrevia há pouco no Twitter que era preciso ler jornais estrangeiros para saber o que se estava a passar na FIFA. Por outro lado, a bosta que improvisei no parágrafo anterior é exibida todos os dias em manchetes da Bola e do Record, e  discutida longamente nos programas de “análise” inenarráveis dos canais noticiosos. A isto se chama o país real.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s