As sondagens.

Pois são boas, sim senhor. O PS ganha sem maioria absoluta. Chega e sobra. Há-de negociar à esquerda ou à direita, de onde soprar o vento, sem grande margem de manobra para ignorar a opinião pública. Terá de fazer algo pelos velhinhos, os pobrezinhos, os emigrantes coitadinhos — ou seja, pelos portugueses. O contraste com a gosma da direita será maior do que se pensa.

4 pensamentos sobre “As sondagens.

  1. Uma pequena parábola com um final algo triste:

    Havia um Partido que concorria às eleições num país não muito distante. Era um Partido bom que lutava contra outro, este deveras mau.
    As coisas concorriam de feição, e se o obter uma maioria absoluta parecia um sonho dificil de alcançar, já o ser Governo com o apoio de outros Partidos mais pequenos, e quase tão bons como aquele de que falamos, julgava-se ser perfeitamente possivel.
    Mas o Partido mau era muito poderoso e dominava totalmente a informação, tendo cedo começado uma violenta campanha diária acusando os tais Partidos mais pequenos de serem “diabólicos”, e que o nosso Partido bom ficaria dependente deles e à sua merçê, causando a ruína do país.
    Esse Partido mau tinha muito dinheiro e nenhuns escrupulos morais, e não houve mentira ou calunia, por muito falsa ou repelente que fosse, que não propalasse.
    O Povo começou a ficar aflito, e à medida que a campanha de ódio aumentava, passou a estar completamente cheio de medo.
    Chegado o dia das eleições o Povo votou no Partido mau julgando salvar-se dessa maneira de um futuro terrivel, e foi a ele que deu a maioria absoluta.
    O Partido bom, cabisbaixo e esmagado pela derrota, ficou impedido de no futuro defender o Povo que ficou entregue ao Partido mau.

    Gostar

      1. Não, nesta parábola o Partido “bom” é o Labour e o Mau o Conservador. Entre os mais pequenos, os tais que poderiam viabilizar o Governo “bom” mas que foram acusados de serem “diabólicos” e de irem provocar a ruína do País, avulta principalmente o SNP.
        Depois é só substituir na campanha eleitoral que vai começar em Portugal o Labour por PS, e o SNP pelo PCP e BE, e a parábola fará sentido novamente. Quem viver verá.

        Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s