Mamando na teta do liberalismo.

Que saudades do tempo em que as mulheres da nossa direita deleitavam os leitores com histórias amáveis das traquinices do pequeno Martim ou da impúbere Mariana, enquanto os maridos exauriam temas sisudos como a decadência dos costumes e a plebeízação da política. Foi em 2011 ou assim. Mas agora também querem ser modernas, ambicionam fumar e emitir opiniões, e lá vai disto.

9 pensamentos sobre “Mamando na teta do liberalismo.

  1. Faz lá falta um comentário do comentador “Caramelo”, do estilo dos alternadores de corrente, como comentou aqui sobre os gestores portugueses – há algumas tentativas mas que não lhe chegam aos calcanhares, e confesso que tive que resistir à tentação do copy/paste….mas havia a questão dos direitos de autor.

    Gostar

    1. Gostou, António? Conhece aquele filme do Zelig, do Woody Allen? Sou assim, gosto é de fazer amigos.
      O que me faz confusão é ver individuas neo-liberais a defender que o estado aperte as mamas às cidadãs. A Helena Matos, a propósito disto, também colocou imagens da Nossa Senhora a amamentar, por razões que nem o Filho nem o Pai, com toda a sua omnisapiência, conseguiriam descobrir. Abriu algures uma casa de chá que faz infusão de ervas para rir, agora que proibiram as smartshops.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s