25.

Boa edição do Público, a celebrar os 25 anos. Recordo bem o dia em que o jornal nasceu, antes da Expo98, da fundação da SIC e da morte do escudo. Era um jornal de luxo, uma pedrada no charco, um dos melhores que já li. Parecia feito à medida do nosso optimismo europeu. Mais tarde chegou José Manuel Fernandes, numa prosa

pastosa, com a tropa fandanga da miséria intelectual. Mas para um estudante universitário do fim do milénio o Público foi, por pouco tempo, uma espécie de 25 de Abril.

Anúncios

8 pensamentos sobre “25.

  1. Desde que o destruidor JMF se foi embora o Público melhorou, mas ainda tem muito por onde evoluir, até regressar, ao nível elevado, onde começou.

    Entretanto, é dos poucos http://www.publico.pt/mundo/noticia/artigo-do-financial-times-arrasa-com-os-cleptocratas-de-angola-1688420 que destaca o que no FT se escreve sobre o regime angolano http://www.ft.com/intl/cms/s/0/e8fe02d4-c2b1-11e4-a59c-00144feab7de.html e que cá no burgo seria, digamos complicado…

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s