Olha, olha, outro esquerdista radical.

Vitor Bento ingressa no clube dos poliamorosos pé-descalço e tocadores de jambé. Trechos:

(…) “A situação de 2014 é, pois e do ponto de vista macroeconómico, pior do que era em 2008 e caracteriza-se por um duplo desequilíbrio – interno (elevado desemprego) e externo (excedente). Qualquer manual de macroeconomia dirá que uma tal situação reflecte uma insuficiência da procura interna. E de facto, a procura interna da zona euro como um todo é actualmente 3,4% inferior à registada em 2008.”

(…) Nos EUA, o PIB de 2014 está 8,3% acima, e o desemprego só marginalmente (0,5 pontos percentuais) mais alto, do que se verificava em 2008, ao mesmo tempo que melhorou o défice externo em cerca de 2% do PIB. Quanto ao grupo de “membros da UE não euro” e durante o mesmo período, o seu PIB agregado subiu 4,8%, o desemprego aumentou 1,7 pontos percentuais e a conta externa melhorou o equivalente a 2,4% do PIB.

Desta comparação parece, pois, resultar claro que o mau desempenho da zona euro durante a crise não era inevitável; que esse desempenho poderia ter sido melhor; que se o não foi, tal não pode deixar decorrer da política económica seguida; e que, por conseguinte, tudo sugere que a política económica usada pela zona euro para responder à crise foi desadequada. De facto, se os três blocos comparados sofreram o mesmo choque e ao mesmo tempo, a diferença de resultados só pode ficar a dever-se à diferentes níveis de fragilidade com que as economias receberam a crise e, sobretudo, à forma como as autoridades responderam ao choque.

Está na hora de a direita que nos resta fazer outro abaixo-assinado pelo pagamento das dívidazinhas.

 

Anúncios

22 pensamentos sobre “Olha, olha, outro esquerdista radical.

  1. o carecas estão em grande na política.

    é tirar a gravata e os óculos ao vitor bento e temos o nosso varoufákis.

    Gostar

          1. Abençoada Internet e imprensa estrangeira, caso contrário definharíamos intelectualmente às mãos da “imprensa/media” nacionais…

            Gostar

                  1. E no melhor pano cai a nódoa https://twitter.com/yanisvaroufakis/status/565685701380177920 a propósito disto http://blogs.ft.com/brusselsblog/2015/02/12/the-almost-agreed-eurogroup-statement-on-greece/ .

                    No entanto, o post foi corrigido com ressalva, já a notícia não http://www.ft.com/intl/cms/s/0/d75d8a2c-b249-11e4-80af-00144feab7de.html#axzz3RQnBVEhf .

                    No entretanto vale o pessoal do Twitter https://twitter.com/paulmasonnews/status/565792623970254848 e https://twitter.com/YanniKouts/status/565795231392878592.

                    Peço desculpa, por abusar do tempo de antena, com este arrazoado de semiótica da comunicação…

                    Gostar

  2. Na minha ingenuidade estava à espera dum dilúvio de comentários na comunicação social sobre o ensaio que o Vítor Bento publicou no Observador em 8/Fev/2015 e só leio o espanto (parece-me que justificado) do Nicolau Santos no Expresso.

    Tudo o resto num silêncio sepulcral.

    Não fosse a Vida Breve e talvez o ensaio me tivesse passado despercebido. Obrigado pela informação.

    Gostar

      1. Lovely, isn’t it, old chap? Lá mais para baixo algures diz-se que o Cameron terá aconselhado o Tsipras a ter paciência com os burocratas de Bruxelas. Estou a divertir-me imenso. Há também uma ou duas fotografias do primeiro encontro da Merkel com o Tsipras. E há avanços na resolução do problema da Ucrânia, pelo menos o militar.

        Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s