Fecho de contas (1).

A fome não foi assim tão negra, os carros até se venderam nos standérs e os emigrantes só não regressam gordos e rosados ao Natal porque a TAP não deixa. A conversão de Cuba não impedirá os sábios das províncias de invectivarem os horrores do comunismo. O funcionamento exemplar da justiça revelou-nos que a chusma do PS nada tem de comum com os nossos rapazes do PSD. Se o Costa ganhar cai-lhe a dívida em cima, limpamos dali as mãos. Os jornais e as televisões, libertos da pressão mediática da esquerda, garantem finalmente o pluralismo. Contas feitas não foi um ano mau, 2014. Fartámo-nos de marcar pontinhos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s