Entretanto no PS.

Há cerca de dois anos os socialistas escolheram  o deputado Ricardo Rodrigues (do gangue) para liderar um combate sem tréguas à corrupção. A estratégia deve ter dado frutos, porque este mês o PS já homenageou Paulo Campos  nas jornadas parlamentares e  propôs Conde Rodrigues para juiz do Tribunal Constitucional. Em marketing chama-se a isto um posicionamento: o PS procura diferenciar-se como o partido dos bandidos na opinião pública portuguesa.

Anúncios

6 pensamentos sobre “Entretanto no PS.

  1. O Paulinho da assessora ex-cabeleireira e do Aeroporto de Beja, que teve a olímpica falta de vergonha de perorar sobre corrupção em plena assembleia da terrinha, pouco tempo depois da chegada ao poder do PSD? Esse Paulinho? Não sei quem é….

    Conde Rodrigues também pouco tempo exerceu a magistratura para se ter dado a conhecer na plenitude biltrosa de Paulo Campos. Dêem-lhe tempo e cargo à altura, sempre quero ver.

    Gostar

  2. Partido dos facínoras parece-me mais apropriado. Engloba esses e é extensível aos lellos e vitalinos (by the way, presidente da comissão parlamentar de inquerito ao BPN) desta vida.

    E está-se a esquecer do pai deles todos, o ex-balconista na CGD de Mogadouro, e do wunderkind administrador da PT.

    Carago, isto sem ser exaustivo.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s