14.

Ele meditava no tuning e ela no décimo primeiro episódio da terceira série da Anatomia de Grey. A espetada de tamboril com gambas viera fria, mas devolvê-la à cozinha seria um convite a outra meia hora de padecimento. Na mesa do canto, uma menina mordia a orelha de um loiro com imenso cabelo e blusão Tommy Hilfiger. Afastou os olhos enjoada, não sem admitir que o rapaz pudesse ocultar uma bela picha de colegial. O vinho era decente mas servido com condescendência, o que a fez sentir-se uma turista americana em Itália. Quase todas as mesas lhe pareciam ocupadas por casais infelizes. Um indiano trouxe rosas vermelhas a três euros e meio, mas ele despachou-o após esclarecer que estavam zangados. A chalaça vinha dos tempos em que não se zangavam, e seria inútil aguardar que ele alcançasse  o seu travo um pouco amargo. Como era dia de sexo anal, ela aceitou um digestivo. Mais tarde, enquanto olhava para o tecto, confirmou que o noivo, de um dia para o outro, tinha começado a ressonar.

Anúncios

4 pensamentos sobre “14.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s