Os outros.

A Wikipédia fechou durante 24 horas em protesto contra as propostas de lei PIPA e SOPA que aguardavam a votação do Senado e da Câmara de Representantes. Responsáveis da Google, Facebook, Yahoo e Twitter já tinham reunido para coordenarem um blackout do mesmo tipo. Estas ameaças resultaram no adiamento da votação para as calendas gregas após o recuo de alguns senadores e congressistas do Partido Republicano.

Seth Godin recorda-nos que a tentativa de defender a propriedade cerceando as liberdades não se materializou por geração espontânea: é um produto da corrupção, da ganância e da estranheza dos eleitos perante a internet. Quase metade dos congressistas, afirma, é composta por milionários. Para esses a opção é clara.

Mas Godin não acrescenta algo que me parece interessante: o combate às duas propostas de lei é organizado por gente não menos abastada, vinda da tecnologia e dos new media. Ou seja, a América é suficientemente vasta para albergar dois tipos de milionários: os progressistas e os outros. A isso chama-se sorte.

Nós só temos dos outros — e sempre rodeados por uma corte de anõezinhos de bóina nas mãos.

Anúncios

7 pensamentos sobre “Os outros.

  1. Existe já algum movimento em Portugal que se dirija ao nosso ministro dos negócios estrangeiros, solicitando que ele encete diligências junto da administração norte-americana, tentando fazer-lhes ver que a SOPA e a PIPA são leis indesejáveis? Na Wikipédia aconselhavam os que não são cidadãos dos E.U.A. a seguirem esta via, que me parece pouco promisssora em alguns países.

    Gostar

      1. Donde se constata a limitação do conselho da Wikipédia, eu incluo Portugal no conjunto de países em que a via sugerida é pouco promissora pela razão que indica. Que fazer? Outras eleições não me parece grande ideia, não vejo nenhum político português preocupado com este tema.

        Gostar

  2. Ou seja, a América é suficientemente vasta para albergar dois tipos de milionários: os progressistas e os outros. A isso chama-se sorte.
    Nós só temos dos outros — e sempre rodeados por uma corte de anõezinhos de bóina nas mãos.

    Claro como água

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s