Silêncio.

Os vates lamentam o apagamento do PS, como se um grande silêncio tivesse descido sobre a terra e numa perversão do um-dó-li-tá colasse por capricho as ventas dos cíceros e quintilianos socialistas. Enquanto o país tagarela, dezenas de almas aflitas perguntam ao vento: porque não falas, Seguro — e no dia seguinte, tendo Seguro falado lamentam, oh, porque não te calaste?

Porquê? Porquê? Porquê? Em suma: por luto, por vergonha, por interesse. O PS falará com a voz do costume daqui dois anos, e numa década talvez diga qualquer coisa de jeito.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Silêncio.

  1. … isso a acreditarmos que o socratismo será desmantelado, facto que não é Seguro. Não saberia dizer até que ponto se devem este silêncio e passividade ao luto do PS pelo socratismo, ou à crença em que a coligação no governo cairá sob o peso das suas medidas,

    Gostar

    1. Eu acho que o Sócrates se deve sentir bem onde está, no bem bom. E mesmo que voltasse não se safava, graças a deus. O problema de Seguro é ser um anestésico: aquilo foi lá posto para o PS ter a ilusão de que resolvia o problema Sócrates não resolvendo coisa alguma.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s