Duzentos anos.

Enquanto leio, extático, as últimas páginas de Bleak House descubro que se celebrará em Fevereiro o bicentenário do nascimento de Charles Dickens. Que as traduções se multipliquem, portanto. Com excepção de Shakespeare, não recordo outra imaginação tão poderosa.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Duzentos anos.

  1. David C. Li e reli. Senti o “coração” apertar e ainda agora recordo a solidão e a injustiça.
    Invocar Charles D. é entrar num mundo próprio cheio de personagens que acreditamos serem vivas e mesmo assim como as descreve: cheias de particularidades, pequenas manias, grandes e pequenos erros. Um escritor imaginativo mas sobretudo um escritor que nos deixar entrar no mundo que descreve de forma tão genial que sentimos que não é imaginação é realidade.

    Gostar

  2. Será difícil ler Dickens em acordês. O melhor é ler no kindle, no original e com dicionário de acesso imediado (basta tocar na palavra).

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s