Somos todos maquiavélicos.

15 set estimativas

Estimativas de resultados eleitorais. Uma série de dúvidas:

Suponho que o mau desempenho de Manuela Ferreira Leite nos debates não alterará muito a intenção de voto dos seus eleitores. Isso quer dizer que há um cansaço retórico (e a retórica, aqui, seria protagonizada por Sócrates) na democracia portuguesa?

Ou trata-se, antes, de um outro tipo de retórica: o homem (neste caso a mulher) de poucas palavras, insuflado de gravitas, que não perde tempo com discursatas nem com gráficos em powerpoint? Neste caso, Manuela teria um bom desempenho.

Ou será que há mesmo uma consciência política das alternativas estratégicas por parte do eleitorado, um instinto profundo que o leva a ir ao osso dos discursos e a desprezar pormenores? De acordo com esta hipótese, os debates seriam muito menos importantes do que se julga.

Somos profissionais de comunicação, mas ficamos sempre pela rama destas coisas. Talvez não saibamos ouvir.

2 pensamentos sobre “Somos todos maquiavélicos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s